Poema dos Átomos

– Jalaluddin Rumi, translated by Oliveira Simões

Desperta, oh dia!
Resplandece a tua luz, os átomos estão dançando.
Graças a Ele, o universo está dançando,
tomado de êxtase.

Livre do corpo e da mente,
Direi no teu ouvido para onde sua dança os conduz.
Todos os átomos no ar e no deserto estão dançando,
confusos e inebriados com o raio de luz,
eles parecem insanos.

Todos esses átomos não são tão diferentes de nós,
felizes ou miseráveis,
perplexos ou atordoados,
todos somos seres de luz no resplendor do Amado,
do qual não se pode dizer nada.